Conversar faz bem.

Eu cresci num momento de transição, (ainda estou crescendo). Hoje eu posso dizer que um dos meus maiores medos é não existir mais uma boa conversa com os amigos, com os pais, com a família. Eu vejo tantas crianças de 3 anos de idade com um Ipad na mão, e que já sabem muito bem usar esses softwares, e eu só quero que as pessoas possam ter lembranças como as minhas, memorias de uma tarde toda brincando, de pique pega, de pique esconde, de futebol, de N jogos. E eu lembro que quando eu era mais novo, OSTENTAÇÃO, era ter um banco imobiliário e eu lembro de um guri da galera ter e chamar todo mundo pra jogar, e era um jogo que todos podiam jogar. A era dos games apareceu, e tudo começou a mudar, mudanças são boas até que você passa a usar essa mudança para uma coisa ruim, as ruas começaram a ficar cada vez mais desertas, e hoje eu passo na rua e não vejo ninguém brincando de Elástico, de amarelinha e entre outras brincadeira. 
Eu sou completamente a favor das redes sociais e dos avanços tecnológicos afinal eu não poderia conversar e manter contato com meus amigos de fora, e com minha família americana. Agradeço poder ter esse contato com pessoas que eu não teria se isso tudo não tivesse acontecido. Mas será que mandar uma carta para alguém que esta passando por um momento difícil não seria uma forma mais carinhosa do que uma mensagem no whatsapp. Eu quero trocar cartas com alguém de um lugar onde eu nunca fui e tenho muita vontade de conhecer, com uma pessoa aleatória que não faz parte da sociedade em que eu vivo. 
Mas e as horas de conversa que você e eu passávamos na calçada de casa, falando do mundo, comentando as novelas do momento, comentando daquela vizinha que fazia de tudo para ser odiada, comentando do crush lindo da escola? você não vê mais esse tipo de interação hoje em dia, e eu espero que as pessoas lembrem o quão importante uma conversa cara a cara é, mesmo que seja sentado num boteco, falando da vida, das escolhas, da facul, daquela guria linda que está sentada do outro lado do bar. E quando você ta afim daquela menina (o) gata da festa de sexta, mas não conhece, a primeira coisa que vem na mente é "tenho que achar ela (ele) no facebook ou twitter ou instagram" em vez de apenas chegar na menina com uma boa conversa e um bom senso de humor, e sabe tentar manter um padrão de conversa. Mas não tudo online é mais fácil, até uma paquera é mais fácil. Só te faço uma pergunta, e quando seus filhos perguntarem como vocês se conheceram? Vão dizer que se conheceram online ou naquela festa? Será que não é melhor uma conversa onde você possa olhar nos olhos da pessoa ao invés de apenas emojis ou snaps trocados de caretas e entre outras duck faces. 
Tecnologia é tão importante quanto um envolvimento com pessoas humanas, lembre se que existem pessoas que passam por você todos os dias, e apenas um Bom Dia ao vivo, fará a diferença. Lembre se sempre de manter uma boa conversa com seus amigos cara a cara, e evite perder seu tempo de diversão tentando postar o que está fazendo, o que importa é o momento e a experiencia, e não o que aquele coleguinha de classe que te inveja vai dizer do que fez no fim de semana. A vida é muito mais do que uma selfie diária. Olhe ao seu redor, o mundo te espera, e se todos olhássemos para as pessoas próximas a nós, seriamos bem mais felizes. 


0 comentários